Página Inicial A Igreja Nossos Padres Horários Informações Contato  
Parócos Igreja dos Passarinhos

    Padre Gabriel Figura Padre André Biernaski Padre Afonso, Monsenhor Vicente Vitola e Padre Gabriel Figura  
Padre Gabriel Figura (Atual) Padre André Biernaski (Atual)

Pe. Afonso Robl, Monsenhor Vicente Vitola e Pe. Gabriel Figura

Padre Gabriel em momento de descontração com os falecidos colaboradores e padres da Igreja dos Passarinhos

 


Atualmente as missas são celebradas sob o comando do Cônego Gabriel Figura e também pelo Padre André Biernaski.

Parócos:

O PRIMEIRO PARÓCO, PADRE FRANCISCO MADEJ.

No dia 16 de junho de 1952, foi nomeado  o primeiro vigário, Padre Francisco Madej, da Congregação da Missão de São Vicente de Paulo, dos padre poloneses. Nesse dia foi rezada a primeira missa solene, na festa do Sagrado Coração de Jesus.
Enquanto o Padre Francisco Madej foi pároco da igreja de Nossa Senhora das Dores, foram realizados, de 1952 a 1955, 204 batizados, 53 casamentos e 150 crismas.
Em 17 de agosto de 1955, foi transferido e nomeado vigário da paróquia de São Mateus do Sul. Ali permaneceu até o ano de 1960, sendo que em 1957 comemorou o seu Jubileu de Prata de Ordenação Sacerdotal. O Pe. Francisco faleceu no dia 1° de maio de 1960.

O SEGUNDO PÁROCO, PADRE JOSÉ GRZELINSKI

No dia 17 de agosto de 1955, foi nomeado vigário da Paróquia de Nossa Senhora das Dores o Padre José Grzelinski, que tomou posse no dia 28 de agosto de 1955.
Pertecente à mesma Congregação da Missão, aqui permanceceu durante quase três anos. Porém por motivo de séria enfermidade, deixou a Paróquia em junho de 1958.Enquanto foi pároco da igreja de Nossa Senhora das Dores o Padre José Grzelinski, realizou 325 batizados, 83 casamentos e preparou 229 crismas. O Pe. Faleceu no dia 08 de setembro de 1977.

O TERCEIRO PÁROCO, PADRE JOSÉ NUNES COELHO

Foi no dia 09 de de julho de 1958 que chegou o sucessor do Padre José Grzelinski, ou seja, o Padre José Nunes Coelho, da Congregação Lazarista da província brasileira. Foi muito zeloso e tornou-se muito estimado pela comunidade. Durante a permanência do Padre José Nunes Coelho, como pároco de Nossa Senhora das Dores, em 1958 e 1959, foram realizados 204 batizados e 76 casamentos.

O QUARTO PÁROCO, PADRE JOÃO AUGUSTO SOBRINHO

Nomeado pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Manuel da Silveira D’Elboux, em 17 de dezembro de 1959, tomou posse no dia 17 de janeiro de 1960, como vigário da Paróquia N.S das Dores, o Padre João Augusto Sobrinho. Monsenhor João Augusto Sobrinho faleceu no mês de abril de 1998.

O QUINTO PÁROCO, CÔNEGO GABRIEL FIGURA (ATUAL)

O Padre Gabriel Figura nasceu no dia 09 de agosto de 1946, em Ribeirão Vermelho, hoje pertecente ao múnicipio de Quitandinha e na época integrante do municipío da Lapa. Seus pais são Eduardo Figura e D. Paulina Figura e seus irmãos Paulo, Miguel, Verônica, José, Leoni, Antônio Carlos, Francisco de Assis e Moisés Bernardino Figura. Foi batizado no dia 15 de agosto de 1946, em Quitandinha, pelo Padre Francisco Starzynski, crismado no dia 16 de dezembro de 1946, na capela do Divino Espirito Santo, joje município de Campo do Tenente, por Dom Manuel da Silveira D’Elboux. Sua primeira comunhão foi no dia 09 de maio de 1956, com o Padre Antônio Paterek, sendo catequista Adelaide Ruth Czelusniaki.
Convidado pelo Padre Antônio Paterek para ser sacerdote, entrou no Seminário Menor em abril de 1957 e, em 1966, ingressou no Seminário Maior. Foi ordenado padre dia 02 de dezembro de 1972, na Paróquia de Nossa Senhora das Dores, pelo arcebispo Dom Pedro Fedalto.
Sua primeira atividade espiritual foi em 1973, quando foi nomeado coadjutor da paróquia de Santo Antônio, na cidade da Lapa. De 1974 a 1978, foi coadjutor da Paróquia de Nossa Senhora das Dores, onde teve uma atuação exponencial.
Também, de 1974 a 1976, foi administrador da Casa N.S. do Mossunguê e coordenador da liturgia da arquidiocese de Curitiba. Em 1975 exerceu as funções de professor de liturgia para noviços e noviças, na Cúria. Em 1978, foi nomeado 1° pároco da igreja de São Gabriel, na Fazenda Rio Grande, onde permanceu até 1985, deixando marcas indeléveis. De 1983 a 1985, foi professor de Português e Técnicas Comeciais da Escola Estadual Progresso, na Fazenda Rio Grande.
No dia 20 de abril de 1985, foi nomeado pároco da paróquia de N.S. do Carmo, no bairro do Boqueirão, onde se identificou plenamente com a sua comunidade, permancecendo até o ano de 1998. Com o falecimento do Monsenhor João Augusto Sobrinho, no mês de abril de 1998, foi nomeado Pároco desta Paróquia Nossa Senhora das Dores, que assumiu no dia 30 de maio de 1998.

 
 
  Alameda Princesa Isabel, N° 1840, Bigorrilho, CEP: 80730-080
Curitiba-PR, (41) 3336-8755
  Amilporhora