Página Inicial A Igreja Nossos Padres Horários Informações Contato  
Paróquia Nossa Senhora das Dores - Igreja dos Passarinhos

    Clique para ampliar Clique para ampliar Clique para ampliar

Fundada em 17 de maio de 1952, a Paróquia Nossa Senhora das Dores é também conhecida como a Igreja dos Passarinhos, notoriedade quando o quarto pároco, João Augusto Sobrinho adotou a presença dos passarinhos durante as missas e celebrações.



Carta Dom Pedro Fedalto, ex Arcebispo de Curitiba, retirada do livro Paróquia Nossa Senhora das Dores – Jubileu de Ouro 1952-2002, sintetiza a história da Paróquia.

"Ainda era seminarista no Seminário de São José da Arquidiocese de Curitiba, de 1940 a 1946, funcionando no atual prédio da Cúria Metropolitana, quando os seminaristas iam jogar futebol num campo no Bigorrilho, nas adjacências da igreja de Nossa Senhora das Dores.
Ficou bem gravada em  minha memória aquela igreja antiga, erma, pois poucas eram as casas. Um padre franciscano celebrava a missa dominical.
O dinâmico Arcebispo Dom Manuel da Silveira D’Elboux, em sua visão de futuro, criou a paróquia de Nossa Senhora das Dores, no Bigorrilho, a 17 de maio de 1952, confiando-a aos Padres Vicentinos da Vice-Província polonesa, com sede em Curitiba. Foram seus párocos: Padre Francisco Madey e Padre José Grzelinki, de 1952 a 1958 e Padré José Nunes Coelho, de 1958 a 1960, da Província Brasileira.
A 17 de janeiro de 1960, assumia a paróquia Monsenhor João Augusto Sobrinho permanecendo até a sua morte repentina, a 15 de abril de 1998. Sucedeu-lhe Padre Gabriel Figura.
Louvo todo o trabalho desenvolvido pelo povo da comunidade do Bigorrilho desde a construção da primeira igreja, orientada pelos padres Franciscanos.
Igualmente devem ser louvados os padres Vicentinos (Lazaristas).
Merece ser destacado com realce especial Monsenhor João Augusto Sobrinho pela sua coragem, audácia mesmo na construção da igreja matriz, com órgão, torre com sinos, salão paroquial e farmácia, casa canônica.
Soube muito bem orientar os paroquianos e benfeitores, dotando a paróquia de tudo o que é necessário.
Seu sucessor Padre Gabriel Figura continua conservando este rico patrimônio.
Não faltaram colaboradores sacerdotes, dentre os quais Monsenhor Vicente Vitola, Padre Affonso Robl e Pe. José Amauri Aviz.
Quero congratular-me com  todos os paroquianos e agradecer-lhes todo o apoio nas pastorais,  movimentos e associações católicas.
Felicito o Sr. José Gorski, Presidente da Comissão Organizadora do Jubileu de Ouro da paróquia de Nossa Senhora das Dores, no Bigorrilho, que vai registra este histórico evento.
A história é a mestra da vida.
Um dos pontos ressaltados na resposta ao Relatório da visita Ad Limina, que os Bispos fazem a cada cinco anos, foi sobre a necessidade da preservação dos bens artísticos e culturais. Podemos ressaltar que a comemoração dos 50 anos da paróquia Nossa Senhora das Dores demonstra muito bem como é importante a manutenção de um patrimônio e da cultura de um povo, de uma comunidade.
A igreja Nossa Senhora das Dores está de parabéns na celebração de seus 50 anos de existência, merecendo sinceros cumprimentos todos aqueles que contribuiram para que seja celebrado este Jubileu de Ouro".

Curitiba, 19 de julho de 2002
Dom Pedro Fedalto

Oração a Nossa Senhora das Dores
Nossa Senhora das Dores, Padroeira desta Paróquia. Somente o vosso coração experimentou uma dor sobre-humana, velando nos braços vosso filho morto.

Vosso título de Mãe das Dores se enquadra perfeitamente com meus problemas materiais e espirituais, com as doenças, lutos, ingratidões, infidelidade, rixas, calúnias e demais misérias humanas.
Só vós, Senhora das Dores, podeis me compreender.
Olhai para mim e daí-me forças para carregar e suportar minhas cruzes e delas tirar proveito espiritual.

Assim seja.
Virgem tão santa e pura, vendo eu tua amargura, possa contigo chorar.
Que do Cristo eu traga a morte, sua paixão me conforte, sua cruz possa abraçar!
Em sangue as chagas me lavem e no meu peito se gravem, para não mais apagar.
No julgamento consegue que às chamas não seja entregue quem soube em ti se abrigar.
Que a Santa Cruz me proteja, que eu vença a dura peleja, possa do mal triunfar!
Vindo, ó Jesus, minha hora, por essas dores de agora, no céu mereça um lugar.

Amém

 
 
  Alameda Princesa Isabel, N° 1840, Bigorrilho, CEP: 80730-080
Curitiba-PR, (41) 3336-8755
  Amilporhora